Copy
Newsletter semanal de negócios sobre Portugal e a China
24/2016
Veja este e-mail no seu browser
 English news HERE | ä¸­æ–‡æ–°é—»è¿™é‡Œ
Embaixada de Portugal na China celebra o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas in Diário do Povo
Presidente da República de Portugal concede entrevista exclusiva ao Diário do Povo
Grupo da China negoceia compra de banco do Brasil in Macauhub
Curso de Pós-Graduação em International Business - ISEG/CEGE | Inicio de Setembro AQUI
I Fórum Económico Portugal-China | CCILC- Fundação AIP | 15 e 16 Novembro AQUI
China International Fair for Investment and Trade 2016 | 8 a 11 Setembro AQUI
Missão Empresarial na China - MIF 2016 e II Fórum dos Jovens Empresários China-PLP (AJEPC) | Outubro 2016 AQUI
Network for Africa "Business & Culture Development" : Participação da CCILC | Nova data - 17 a 19 de Junho AQUI
1º Encontro Anual do Banco Asiático de Investimento em Infraestruturas | 25 e 26 Junho AQUI
Emprego AQUI|Negócios AQUI

Turistas chineses em Portugal cresceram 44% em 2016

O crescimento é astronómico: o turismo chinês em Portugal multiplicou-se por seis nos últimos anos, passando de 47,1 mil dormidas em 2009 para 271,3 mil em 2015. No ano passado os hóspedes chineses nos hotéis nacionais atingiram 154,4 mil, num aumento de 36,4%. E em 2016, até abril, a subida destes turistas já vai em 44% (mais de 37 mil hóspedes, geradores de 63 mil dormidas), dados que só incluem os hotéis classificados, não contabilizando os que ficam em casa própria (comprada ao abrigo de vistos gold) ou de amigos.

Os chineses que vêm a Portugal destacam-se ainda pelas despesas em compras. “São dos turistas mais gastadores que temos”, nota o responsável [do Turismo de Portugal]. Segundo a China Tourism Academy, o gasto médio de cada turista chinês em Portugal em 2014 foi de €935.

Mais informações em Expresso

David Neeleman: “Precisamos de um voo diário para a China”

O arranque de voos diários entre Portugal e a China faz parte dos desejos de David Neeleman, accionista do consórcio Gateway que venceu o concurso da privatização da TAP. "Há 120 milhões de chineses a viajar por vários países. Precisamos de um voo diário em Portugal", sublinhou David Neeleman no sábado, à margem da inauguração dos voos diários entre Lisboa e Boston. O responsável adiantou que é um tema que tem estado em cima da mesa e tem sido discutido com o HNA, accionistas chineses do consórcio: "Falámos com eles ontem (sexta-feira)", disse Neeleman, sublinhando que ainda não está nada fechado.

A Capital Airlines, detida pelo HNA, já manifestou vontade de lançar uma nova rota entre Hangzhou e Lisboa, via Pequim. Aliás, o pedido já foi enviado à Autoridade de Aviação Civil da China, como foi noticiado recentemente.

Mais informações em Jornal de Negócios

Macau-Portugal, uma relação de sucesso

O chefe do Executivo, Fernando Chui Sai On, sublinhou na sexta-feira que as relações entre Portugal e Macau “têm vindo a ser concretizadas com sucesso” em áreas como a justiça e sublinhou o contributo da comunidade portuguesa para o desenvolvimento da região. “As relações entre Portugal e Macau são de longa data e, desde o estabelecimento da Região Administrativa Especial têm vindo a ser concretizadas com sucesso, em especial nas áreas do comércio, turismo, educação e saúde”, disse. 

Também referiu que, hoje em dia, Macau tem “a relevante missão de elo de ligação nas relações culturais e comerciais entre a China e Portugal e também entre a China e os países de língua portuguesa”. Neste âmbito, Chui invocou a preparação em curso, “com o forte apoio do governo central, da quinta edição da conferência ministerial no âmbito do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa”.

Mais informações em Ponto Final de Macau

Franceses, brasileiros e chineses disputam casas no centro de Lisboa

Os franceses, seguidos dos brasileiros e dos chineses, são os estrangeiros que mais compram e recuperam imóveis no centro histórico de Lisboa, segundo dados da Associação do Alojamento Local em Portugal (ALEP).

"Muitos estrangeiros com capacidade financeira estão a ser atraídos para o centro histórico lisboeta pelo regime de residentes não habituais, pelos 'vistos gold' e pela boa imagem que Lisboa tem no exterior", afirmou o presidente da associação, Eduardo Miranda.

Mais informações em Diário de Notícias

CCILC
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
Copyright © 2020 Câmara de Comércio e Indústria Luso-Chinesa, All rights reserved.