Copy
Newsletter semanal de negócios sobre Portugal e a China
04/2016
Veja este e-mail no seu browser
Huawei abre primeira loja em Portugal in Oje
Linha de crédito da China privilegia sector da energia e água em Angola in Macauhub
China não tenciona desvalorizar moeda in Jornal de Notícias
Portugal volta a ser ultrapassado pela China no comércio com Angola in Público
Macau com papel no "ano do renminbi" em África in Macauhub
China injecta mais 56 mil milhões de euros no sistema financeiro in Jornal de Notícias 
Número de internautas Chineses aumentou para quase 700 milhões em 2015 in Jornal de Notícias 
Novo Banco recebe propostas de compra do Banco Internacional de Cabo Verde in Macauhub
Chineses à beira de comprar maior porto da Grécia in Dinheiro Vivo
Curso CCILC-CEGE "Língua Chinesa, Cultura e Dinâmica de Negócios para Empresários e Gestores na China" AQUI
Curso CCILC - Sala d´aula "Mandarim A1-1" AQUI | Inscrições até Fevereiro 2016
Business Challenges in China, E-commerce and Intelectual Property Rights | 28 Janeiro AQUI
Conferência EU-China: China´s New Normal: What´s in it for Businesses | 28 Janeiro AQUI
Almoço com o Sra. Embaixadora e Chefe da Missão da China na UE | 3 Fevereiro AQUI
China International Organic and Green Food Industry Expo 2016 | 14-16 Abril AQUI
LPS Beijing 2016 – Feira de Imobiliário de Luxo | 22-24 Abril AQUI
XIII Feira Internacional das PME na China | 10-13 Outubro AQUI
Hamburg Summit: China meets Europe | 20 Outubro AQUI

China quer Macau como plataforma financeira para países de língua portuguesa 

O governo central da China vai continuar a apoiar Macau para que a Região Administrativa Especial se transforme numa plataforma bancária de “clearing” do renminbi entre a China e os países de língua portuguesa, disse Yao Jian, subdirector do Gabinete de Ligação do governo central em Macau.

Falando num seminário sobre a promoção dos serviços em renminbi, para os mercados de língua portuguesa, Yao Jian assinalou o papel de cooperação existente entre as instituições financeiras de Macau e dos países de língua portuguesa e assegurou que os oito países lusófonos podem desempenhar um papel importante na iniciativa do Presidente Xi Jinping, “Uma Rota, Uma Faixa”.

Leia a notícia na íntegra in Macauhub

Chineses patrocinam Segunda Liga Portuguesa 

Muito ruído e pouca informação. Assim resumem os clubes, contactados pelo DN, à proposta de patrocínio da II Liga, assinada por Pedro Proença com o presidente da Ledman, Martin Leeem, em Pequim, na segunda-feira.

Segundo soube o DN, o acordo pode render cerca de 300 mil euros a cada emblema da II Liga em 2016/17, valor esse que pode aumentar caso os clubes recebam jogadores e treinadores chineses, o que pode salvar o orçamento de alguns emblemas da liga secundária, que em muitos casos varia entre os 600 mil euros e 1,5 milhões por temporada.

Leia a notícia na íntegra in Diário de Notícias

Dragão Chinês dança em Lisboa para inaugurar o Ano do Macaco

"A celebração de Ano Novo Chinês é já, em todo o mundo, um cartão cultural da nação chinesa", afirmou o presidente da Associação de Comerciantes e Industriais Luso-Chineses, Choi Man Hin, explicando que os festejos em Lisboa "fazem a comunidade chinesa sentir-se em casa e o povo português também tem a oportunidade de apreciar a cultura e costumes do povo chinês sem sair de Portugal".

Na apresentação do programa de celebrações do Ano Novo Chinês em Lisboa, que decorreu hoje, Choi Man Hin disse que "este ano os festejos ficam ainda maiores, mais ricos e com um maior número de elementos envolvidos", destacando a participação de dois grupos vindos da China, a Companhia de Dança Huajin da província de Shanxi e a Companhia de Performance de Chongquing.

Leia a notícia na íntegra in Renascença 

Macau acolhe Fórum da China para a cooperação internacional

Macau vai acolher, no próximo ano, a 13.ª edição do “China Expo Forum for International Co-operation (CEFCO 2017)” segundo decisão tomada este mês em Yinchuan, capital da Região Autónoma de Ningxia Hui, e agora anunciada pelas autoridades do governo central da China em Macau.

Um comunicado do Instituto para a Promoção do Comércio e Investimento de Macau (IPIM) refere que o evento, que se realiza pela primeira vez fora da China Continental, irá promover o sector de convenções e exposições de Macau e promover as indústrias de publicidade, logística, restauração, turismo, hotelaria e transporte.

Leia a notícia na íntegra in Macauhub

China supera Alemanha como maior gerador de energia solar 

O país acrescentou 15 gigawatts à sua capacidade de geração, um aumento de 40 por cento face ao início do ano passado e que lhe permite superar a maior economia da zona euro, que tem 40 gigawatts.

Cerca de dois terços da energia consumida no país assentam no carvão, apesar de este ser o maior investidor em energias renováveis entre as nações em desenvolvimento - 89 mil milhões de dólares, só em 2014.

Leia a notícia na íntegra in Notícias ao Minuto

Fidelidade: nova linha de atendimento ao cliente em mandarim 

A Câmara de Comércio e Indústria Luso-Chinesa (CCILC) tem o prazer de anunciar que uma das mais antigas e emblemáticas seguradoras em Portugal, e também associada CCILC, a Fidelidade, acaba de lançar a Linha de Atendimento ao Cliente em Mandarim, dirigida aos seus clientes de origem chinesa, residentes em Portugal, que desejem ser atendidos em mandarim.

A partir de agora os clientes chineses têm à sua disposição um conjunto de serviços alargados e de valor acrescentado, beneficiando de forma rápida, eficaz e na sua língua, de total apoio no seu relacionamento com a Companhia, nomeadamente atendimento em mandarim por telefone ou email, aconselhamento em mandarim sobre produtos, subscrição de apólices e gestão de recibos e assistência telefónica em mandarim para ajudar na participação e tratamento de sinistros 

Leia a notícia na íntegra in CCILC

Turistas Portugueses prolongam estadas em Macau

Os portugueses foram os turistas europeus que mais prolongaram as estadas em Macau em 2015, passando de 3,6 para 6,1 dias, o que levou a que no ano passado o total de dias que turistas portugueses estiveram em Macau tivesse disparado 54,8%, para 71,3 mil.

Estes dados baseiam-se na informação divulgada hoje pela Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC) de Macau, de acordo com os quais, em número absoluto de turistas houve, no entanto um retrocesso de portugueses, em 8,6%, para 11.695. Ainda assim, Portugal foi o 3º maior emissor europeu de turistas para Macau, atrás apenas do Reino Unido (31.995, +1,6% que em 2014) e de França (18.800, +3,%) e seguido de perto pela Alemanha (11.480, +1,1%). 

Leia a notícia na íntegra in Presstur

CCILC
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
Copyright © 2020 Câmara de Comércio e Indústria Luso-Chinesa, All rights reserved.