Copy
Newsletter semanal de negócios sobre Portugal e a China
50/2016
Veja este e-mail no seu browser
English news HERE | ä¸­æ–‡æ–°é—»è¿™é‡Œ
Banco Central da China retira dinheiro do mercado in People
Baidu compartilha a sua tecnologia mais recente de inteligência artificial in CRI
Investimento chinês em robótica está a mudar o capitalismo in Jornal Económico
Macau quer mais cooperação para potenciar o papel de plataforma entre Portugal e China in Macauhub
Chinesa CRCC moderniza o aeroporto de Cabinda in Macauhub
Beijing Capital Airlines oferece um voo Portugal-China, mas não compromete datas in Presstur
China Start - CKGSB | 6-10 Março in CCILC
EUCBA Quarterly Bulletin Nº3 in CCILC
NEYA Lisboa Hotel - Menu Solidário | Novembro e Dezembro AQUI
China Hoje: A desafiar os limites - Museu Oriente | 28 Outubro -18 Dezembro AQUI
Emprego AQUI|Negócios AQUI

China: Exportação aumenta 5,9% e importação 13%

As exportações da China denominadas em yuan, a moeda chinesa, reverteram a tendência de queda e aumentaram 5,9% em termos anuais em novembro, enquanto as importações cresceram 13%, segundo os dados alfandegários divulgados na quinta-feira.

O comércio exterior atingiu um volume de 2,35 trilhões de yuans (US$ 340 bilhões) em novembro, e o superavit comercial se reduziu para 298 bilhões de yuans, segundo a Administração Geral das Alfândegas (AGA).

Mais informações em People

Portugal e Macau querem levar startups europeias para a China

Portugal e Macau querem levar startups europeias para a China, disse neste domingo o secretário para a Economia e Finanças da Região Administrativa Especial, Lionel Leong.Advertisement

Lionel Leong esteve na semana passada em Lisboa, onde se reuniu com três secretários de Estado do Governo português, e disse que Portugal e Macau "pretendem atrair mais empresas startups da União Europeia, através de Portugal, no sentido de investirem na China interior via Macau", segundo um comunicado.

Mais informações em Público

Embaixador Cai Run refere que Portugal tem atitude mais aberta em relação ao investimento chinês

O Embaixador da China em Lisboa disse que Portugal tem "uma atitude mais aberta" ao investimento externo e que Pequim quer reforçar a cooperação com Lisboa e alargá-la a novas áreas, segundo um comunicado divulgado hoje em Macau.

"O embaixador Cai informou (...) sobre a situação atual das relações sino-portuguesas nos anos recentes, período em que o investimento das empresas chinesas em Portugal tem aumentado continuamente e, de facto, Portugal assume uma atitude mais aberta sobre o investimento externo em comparação com os países europeus, notando-se, assim, investimentos realizados nos sectores de energia, de saúde, de seguros e de serviços bancários", lê-se num comunicado sobre a visita do secretário da Economia e Finanças de Macau, Lionel Leong, a Lisboa, esta semana.

Mais informações em Expresso

China é o 2º maior mercado de cinema e poderá passar Hollywood

O Quando “A grande muralha”, a maior coprodução entre os Estados Unidos e a China, orçamentada em US$150 milhões, chegar aos cinemas chineses, na sexta-feira, encontrará um país envolvido num projeto bilionário de expansão do seu parque cinematográfico. Dirigido por Zhang Yimou e estrelado por Matt Damon, Willem Dafoe e grande elenco local, o filme ocupará grande parte das cerca de 39 mil telas do território chinês — 7.500 delas abertas somente entre janeiro e setembro deste ano, uma média de 27 salas novas por dia.

Um dos pilares do plano quinquenal chinês, o cinema vem recebendo massivos investimentos do governo comunista, seja na produção ou coprodução de filmes, na construção de estúdios e ou na ampliação de seu circuito exibidor, principalmente nos grandes centros urbanos. 

Mais informações em Globo

Minsheng Group com dificuldades em trazer dinheiro da China para Novo Banco

O China Minsheng ainda não fez prova de que tem fundos para comprar o Novo Banco, avança o site de notícias Eco. Mas a venda do Novo Banco não está em risco, segundo fonte ligada ao processo, “porque há mais propostas bidding“, diz fonte conhecedora do processo.

O Jornal Económico sabe que o prazo para os candidatos fazerem a declaração legal de que têm os meios financeiros para financiar a proposta que fizeram ainda está a decorrer para todos os candidatos. “As reuniões continuam intensas com três dos candidatos (Lone Star, Apollo Managment e China Minsheng Financial). E mesmo o BCP e o BPI ainda não foram excluídos” pelo Fundo de Resolução/Banco de Portugal, apesar de estarem menos activos, revela fonte conhecedora do processo.

Mais informações em Jornal Económico

CCILC
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
Copyright © 2018 Câmara de Comércio e Indústria Luso-Chinesa, All rights reserved.