Copy
Newsletter semanal de negócios sobre Portugal e a China
44/2016
Veja este e-mail no seu browser
English news HERE | ä¸­æ–‡æ–°é—»è¿™é‡Œ
Macau precisa de professores portugueses in Diário de Notícias
Top 5 de países a cooperar na iniciativa "Um Cinturão e uma Rota" in People
Empresas chinesas investem em central térmica no Brasil in Macauhub
Embaixada de Portugal em Pequim organiza segunda edição dos prémios Tomás Pereira in People
Resistência ocidental a aquisições chinesas in Financial Times
Caça "invisível" da China estreia em festival in Airway
BLUEBIZ: Programa de Fidelização Empresarial - Air France/KLM in CCILC
I Fórum Económico Portugal-China | CCILC- Fundação AIP | 15-16 Novembro AQUI
Oportunidades no Mercado Chinês: Apresentação China Start | Fábrica de Startups no dia 3 AQUI e BETA-i no dia 4 Novembro AQUI
China Hoje: A desafiar os limites - Museu Oriente | 28 Outubro -18 Dezembro AQUI
120º Feira de Cantão | 15 Outubro - 4 Novembro AQUI
Viagem empresarial a Shenzhen - SPI | 16 a 21 Novembro AQUI
Missão Empresarial da União Europeia a Pequim | 23-25 Novembro AQUI
Emprego AQUI|Negócios AQUI

Club Med (Fosun) interessado em investir na região do Alentejo

O Club Med pretende abrir uma segunda unidade em Portugal, preferencialmente na costa alentejana. Responsáveis franceses e suíços da empresa do setor da hotelaria já estiveram na zona de Grândola a estudar o mercado, informa o Negócios.

A unidade hoteleira, que pertence à Fosun, tem o objetivo de abrir cinco unidades por ano. O porta-voz do Club Med, que já tem um empreendimento em Albufeira, confirmou ao Negócios que estão “interessados em abrir mais ‘resorts’ em Portugal.”

Mais informações em O Jornal Económico

China acelera aprovação de investimento de capital institucional estrangeiro

O volume de investimento de capital institucional estrangeiro aprovado no mercado de capitais da China cresceu em outubro graças a mais políticas de abertura. 

O volume acumulado do programa de Investidores Institucionais Estrangeiros Qualificados (QFII, em inglês) cresceu em US$ 2,7 bilhões em outubro para chegar a cerca de US$ 84,4 bilhões até 27 de outubro. O aumento foi de US$ 258 milhões de agosto a setembro, de acordo com os dados publicados na última sexta-feira pela Administração Estatal de Divisas.

Mais informações em CRI

Sintrense adquirido por investidores chineses

O Depois dos restaurantes, das lojas, dos Golden Visa, bancos, seguradoras e energia, os chineses viraram-se para o futebol português. O Sintrense entrou na rota deste investimento. A SAD é detida em 70% pela Elegant Behaviour, Lda.

Querem elevar o centenário clube a outro patamar e ajudar à formação de jogadores chineses. Em janeiro podem entrar três compatriotas. Sairá um. Domingo jogam com o Atlético, num duelo chinês que começa a ser normal em Portugal.

Mais informações em Sapo Desporto

China é o primeiro país a aplicar regulamentação de plataformas como a Uber

A China tornou-se hoje o primeiro país a colocar em vigor regulamentos para plataformas online de transporte como a Uber, que concorrem com os taxistas tradicionais, apesar dos protestos das empresas.

O novo enquadramento jurídico, definido pelo Ministério dos Transportes, exige que os motoristas tenham carta de condução há pelo menos três anos e nunca tenham sido punidos por condução perigosa ou sob efeito do álcool.

Mais informações em Diário de Notícias

Bons indicadores de Wall Street graças a Chineses

As bolsas norte-americanas arrancaram a sessão em terreno positivo. Estão a valorizar, animadas pela divulgação de indicadores macroeconómicos positivos por parte da segunda maior economia do mundo, a da China.

O S&P 500 abriu a sessão a ganhar 0,15%, já o Dow Jones somava 0,18%. O Nasdaq, o índice tecnológico norte-americano, estava a ganhar 0,21%. Arrancaram, assim, os três no verde na primeira sessão de novembro.

Mais informações em Eco 

China vai precisar de 6000 novos aviões até 2035

A China vai precisar de cerca de 6.000 novos aviões, até 2035, devido ao contínuo aumento do tráfego de passageiros, que converterá o país no líder mundial do setor, anunciou hoje o fabricante aeronáutico Airbus.

No conjunto, o valor daquelas encomendas ascende a 945.000 milhões de dólares (861.600 milhões de euros) – cerca de três vezes o Produto Interno Bruto português – e representará 18% da procura mundial, detalha a empresa em comunicado.

Mais informações em Observador

CCILC
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
Copyright © 2020 Câmara de Comércio e Indústria Luso-Chinesa, All rights reserved.