Copy
View this email in your browser

projecto COVID19PT Ciência

A Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar juntou-se ao projecto COVID19PT Ciência cuja missão é proporcionar a melhor evidência sobre a COVID-19 em português.


Espreite o nosso repositório de artigos com resumos e crítica em português - temos 70 artigos analisados! aqui

Disponibilizamos ainda um buscador de TODOS os artigos publicados na PubMed sobre COVID-19. Actualizado diariamente. experimente aqui

A Catarina e a Patrícia traduziram os conteúdos do UpToDate para português! aqui mesmo


Sexta-feira 27.03.2020 às 21.30 temos webinar  «Cuidadores de lares e cuidadores informais - Tudo o que devem saber sobre a COVID-19» - informação nas nossas páginas em breve


Hoje temos uma edição dedicada à
evidência covid19 no que ao teste de diagnóstico diz respeito

AVISO à navegação: click nos símbolos das revistas para aceder ao artigo original
2º AVISO à navegação: no final da newsletter têm formação grátis em covid19

Tácticas para combater a pandemia por COVID-19

 Countries test tactics in ‘war’ against COVID-19

Mensagem chave: Os países que melhor controlaram a pandemia adotaram as seguintes medidas: 1. Testar, 2. Rastrear contactos, 3. Isolar doentes e 4. Manter em quarentena os contactos de risco. A OMS alerta para a importância de testar, testar, testar. As restantes medidas de distanciamento social são obviamente úteis mas não suficientes quando utilizadas de forma isolada.

Clara Jasmins | 20/03/2020

Será que escalar a realização de testes COVID-19 é uma estratégia custo-efectivo?


em pré-publicação

Is scaling-up COVID-19 testing cost-saving?

Mensagem chave: este estudo de avaliação económica conclui que a massificação de testes é uma "estratégia custo-efetiva", além de conter as oportunidades de contágio, muito provavelmente salva vidas e retira pressão do sistema de saúde.

Sublinhamos que este é um estudo da Universidade do Porto. Parabéns aos autores. Nada melhor que ouvir o próprio autor a explicar o seu estudo. Entrevistámos o Professor Bernardo Sousa-Pinto do MEDCIDS e CINTESIS da Univ. do Porto que nos explica muito rapidamente o que foi feito neste estudo.  Veja o vídeo abaixo.

David Rodrigues | 24/03/2020

Ler análise
Professor Bernardo Sousa-Pinto - Is scaling-up COVID-19 testing cost-saving?
O teste por PCR

Técnica de colheita e espécimen para a deteção de SARS-CoV-2 - resumo de 3 recomendações

 

            

 

Mensagem chave: O resultado do teste laboratorial para deteção de SARS-CoV-2, depende do cumprimento das boas práticas aconselhadas. As recomendações portuguesas apontam para a colheita de exsudado nasofaríngeo e orofaringeo em duas zaragatoas colocadas no mesmo tubo. A técnica de colheita deve ser realizada por profissionais experientes e com material adequado, nomeadamente zaragatoas de fibra sintética sem alginato de cálcio e com haste de plástico.

Clara Jasmins | 23/03/2020

Ler análise

Diagnóstico por análise RT-qPCR combinada com manifestações clínicas facilita o diagnóstico de COVID-19?



Combination of RT‐qPCR testing and clinical features for diagnosis of COVID‐19 facilitates management of SARS‐CoV‐2 outbreak


Mensagem chave: Perante uma grande suspeita de infeção por SARS-CoV-2 as manifestações clínicas devem ser tidas em conta, mesmo que se apresente um resultado negativo por RT-qPCR. Os autores estimam que a taxa de falsos negativos de um primeiro teste por colheita de esfregaço nasofaríngeo pode rondar os 30 a 50%, pelo que propõe considerar incluir a análise de outro material biológico como expectoração e lavado bronco-alveolar.

Clara Jasmins | 22/02/2020

Ler análise

Qual a biodistribuição do vírus SARS-CoV-2 nos diferentes tecidos biológicos?



Detection of SARS-CoV-2 in Different Types of Clinical Specimens

 

Mensagem chave: Das amostras biológicas testadas, a maior taxa de positividade do vírus foi detectada no lavado bronco-alveolar, expectoração e esfregaço nasal, corroborando que a via respiratória é a principal via de transmissão. É importante alertar para a presença de vírus nas fezes, pelo que pode representar uma outra via de transmissão. A deteção no sangue ainda que em pequena quantidade alerta para a hipótese de haver doença sistémica. 

Clara Jasmins | 11/03/2020

Ler análise

Qual é a taxa de diagnóstico de casos positivos de SARS-CoV-2 usando RT-PCR de RNA viral?



Positive rate of RT-PCR detection of SARS-CoV-2 infection in 4880 cases from one hospital in Wuhan, China, from Jan to Feb 2020
 

Mensagem chave: O diagnóstico da infeção por SARS-CoV-2 pode ser feito através da análise PCR, mas é mais sensível nos utentes que apresentem sintomatologia prévia sugestiva de quadro gripal e tem resultados positivos numa percentagem mais elevada se houver febre. As características clinicas, o estudo imagiológico e o estudo por PCR devem ser integradas para chegar à confirmação dum caso positivo. Como pode existir pessoas com sintomatologia atípica, o teste deverá ser realizado em várias ocasiões para diminuir o número de falsos negativos. Em suma, o teste é útil principalmente em pessoas com clínica suspeita e deve ser sempre integrado com os exames imagiológicos e repetido para diminuir o número de falsos negativos.

Maria José Correia | 01/03/2020

Ler análise

Autorização do teste RT-PCR COVID19 pela FDA


Accelerated Emergency Use Authorization (Eua) Summary Covid-19 Rt-pcr Test (Laboratory Corporation Of America)
 

Mensagem chave: O teste tem boa performance clínica em situações idóneas. É no entanto altamente dependente da técnica de colheita e da qualidade dos reagentes usados. Nasofaringe em teoria melhor que orofaringe. Não temos estudo de acuidade diagnóstico em doentes nos quais haja incerteza diagnóstica e se aplique o protocolo de colheita e análise em contexto real.

David Rodrigues | 23/03/2020 

Ler análise

Será que os três tipos de teste RT-PCR, RNA-dependent RNA polymerase (RdRp)/helicase (Hel), spike (S) e nucleocapsid (N) apresentam acuidade diagnóstica semelhante?



Improved molecular diagnosis of COVID-19 by the novel, highly sensitive and specific COVID-19-RdRp/Hel real-time reverse transcription-polymerase chain reaction assay validated in vitro and with clinical specimens


Mensagem chave: Do estudo realizado, o teste diagnóstico po RdRp/Hel foi o mais sensível e específico para deteção de SARS-CoV-2, inclusivé quando comparado com o RdRp-P2, independentemente da amostra ser do trato respiratório ou outro tipo de material biológico

Clara Jasmins |18/03/2020

Ler análise

Comparação sobre o valor diagnóstico da TC do tórax comparado com o teste por RT-PCR para COVID-19



Correlation of Chest CT and RT-PCR Testing in Coronavirus Disease 2019 (COVID-19) in China: A Report of 1014 Cases

Mensagem chave: Neste estudo a taxa de positividade da RT-PCR a partir da colheita do exsudado da orofaringe foi de 59% (IC 95%, 56-62%). Sabe-se que este valor pode ser afetado por vários factores externos, nomeadamente o tipo de amostra, a técnica de colheita, o tempo de doença e até mesmo a performance dos próprios kits de deteção. Neste sentido e tendo em conta a sensibilidade da TC Tórax de 97%, (IC 95%, 95-98%), perante forte suspeita clínica, este poderá ser um exame muito sensível e útil quer para o diagnóstico, quer para a monitorização da evolução da doença e consequente abordagem terapêutica.

Clara Jasmins | 26/02/2020

Ler análise
O teste imunológico

Desenvolvimento e aplicação clínica de um teste rápido de anticorpos combinados IgM-IgG para diagnóstico de infecção por SARS-CoV-2


Development and Clinical Application of A Rapid IgM-IgG Combined Antibody Test for SARS-CoV-2
Infection Diagnosis


Mensagem chave: A infecção por SARS-CoV-2 inicia-se nos pulmões, não no trato respiratório superior, portanto, a amostragem durante o estágio inicial da infecção usando amostras de via aérea superior pode não detectar o vírus. Esta é uma explicação possível para alguns falsos negativos no teste de PCR. O diagnóstico imunológico, kit de teste combinado de anticorpos IgG-IgM, possui revelou sensibilidade de 88,66% e especificidade de 90,63% Este kit rápido de teste combinado de anticorpos IgM-IgG possibilita a triagem em larga escala de portadores assintomáticos. Pelo menos alguns, se não todos, os portadores provavelmente têm anticorpos anti-SARS-CoV-2, como demonstrado por portadores assintomáticos do vírus Zika.  Os autores defendem que o teste poderá eventualmente ser usado para o diagnóstico precoce ( IgM) e para monitorização durante o tratamento. No entanto, a eficácia numa fase inicial da doença é desconhecida e poderiamos ter fases de ausência de detecção de qualquer imunoglobulina, com falsos negativos portanto. Para acompanhar.

David Rodrigues | 28/02/2020 

Ler análise

Qual a cinética temporal dos anticorpos anti-SARS-CoV-2 e qual o seu potencial para diagnosticar COVID-19?


Profiling Early Humoral Response to Diagnose Novel Coronavirus Disease (COVID-19)

Mensagem chave: Os resultados apontam para o facto de que a utilização suplementar do teste IgM quando combinado com método PCR pode aumentar a sensibilidade para o diagnóstico. Esta ferramenta pode ser particularmente útil numa estratégia de limitar a disseminação viral. Ainda assim, os dados referem-se sempre a uma análise após o início dos sintomas, não sendo claro se o mesmo aconteceria no caso de doentes assintomáticos.

Clara Jasmins | 21/03/2020

Ler análise
Novos testes rápidos?

Testes rápidos portáteis: a solução para resolver a pandemia?


Fast, portable tests come online to curb coronavirus pandemic


Mensagem chave: Os testes rápidos imunológicos, embora menos precisos que os testes por RT-PCR poderão ser úteis para uma distribuição mais ampla do teste à população, sem prejuízo das medidas de isolamento e vigilância. Estes testes têm também a vantagem de ser mais rápidos, acelerando a tomada e decisões e descentralização a carga de trabalho alocada aos laboratórios

Clara Jasmins | 23/03/2020

Ler análise



 
Gostou? temos mais artigos compilados e analisados em
Evidentia Médica - aqui



 

Caso clínico covid19
Mais de 100+ já fizeram!
 

críticas, dúvidas ou sugestões envie um email para david.rodrigues@evidentiamedica.com
This email was sent to <<Email>>
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
Evidentia Médica · Lisboa · Lisboa 0000 · Portugal






This email was sent to <<Email>>
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
Evidentia Médica · Lisboa · Lisboa 0000 · Portugal

Email Marketing Powered by Mailchimp