Copy
View this email in your browser

COVID19 Evidentia #1

Evidentia Médica, Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública e a UpHill uniram esforços para proporcionar a melhor evidência sobre a COVID19.

O ritmo de publicação é enorme mas nós facilitamos a tarefa de se manter actualizado. Fazemos selecção e crítica doss artigos mais relevantes


Na página Evidentia Médica encontra um repositório dos melhores artigos publicados sobre a COVID19 bem como uma imperdível tradução dos conteúdos do UpToDate - obrigado Catarina e Patrícia!
 

Disponibilizamos ainda um buscador de TODOS os artigos publicados na PubMed sobre COVID19.
Experimente aqui.

AVISO à navegação: link para artigo original nas imagens das revistas

Serão a Hidroxicloroquina e azitromicina eficazes no tratamento da COVID-19?

Riscos e tratamentos

Mensagem chave: Este estudo apresenta várias limitações metodológicas graves que comprometem muito a confiança a retirar dos resultados apresentados. Numa amostra pequena de doentes, não aleatorizada, estes resultados parecem poder apontar para um eventual benefício da hidroxicloroquina ou combinação com azitromicina nos doentes com COVID-19. No entanto a evidência é muito limitada para serem extrapolados resultados em larga escala, pelo que é urgente a confirmação deste efeito em estudos mais robustos.

 
click na imagem para artigo

Clara Jasmins | 17/03/2020 - ler análise completa aqui

Lopinavir-Ritonavir em adultos hospitalizados com COVID-19 severo

Riscos e tratamentos
 

População: adultos hospitalizados com doença respiratória Covid-19 confirmada por SARS-CoV-2
Intervenção: lopinavir – ritonavir (400 mg e 100 mg, respectivamente) 2x/dia durante 14 dias + tratamento padrão
Comparador: tratamento padrão
Outcome: melhoria clínica (≥ 2 pontos numa escala ordinal de sete categorias) ou alta do hospital

Mensagem chave: Comparando com o tratamento habitual, a intervenção com lopinavir-ritonavir não acelerou significativamente a melhoria clínica, a reduziu da mortalidade ou a diminuição da detecção do RNA viral na orofaringe de doentes com Covid-19 grave.



Ana Rita de Jesus Maria | 18/03/2020 - ler análise completa aqui

Será o ibuprofeno perigoso para os doentes com COVID-19?
 

Covid-19: ibuprofen should not be used for managing symptoms, say doctors and scientists 

Mensagem chave: Opinião. BMJ dá voz a peritos que dizem que “no caso de febre façam paracetamol, não vá ser”. Numa altura em que as emoções andam ao rubro e não temos nenhum dado que valide estes peritos o melhor é mesmo “no caso de febre façam paracetamol, não vá ser”.
Não deixa de provocar alguma desilusão  o facto do BMJ não exigir sustentação de afirmações com dados, e entrar no terreno de "é possível”. Mau sinal que o BMJ entre neste tipo de discurso .

 


 

David Rodrigues | 17/03/2020 - ler análise completa aqui

COVID-19 e o risco para profissionais de saúde: relato de caso

Prevenção nos cuidados de saúde

Mensagem chave: O fato de nenhum dos profissionais de saúde nesta situação ter adquirido infeção sugere que o uso de máscaras cirúrgicas, a higiene das mãos e outros procedimentos padrão os protegeram de serem infetados. No entanto, é apenas um relato de caso e para responder a esta pergunta, o tipo de estudo adequado seria um ensaio clínico aleatorizado e controlado, que não foi realizado dado o contexto atual. Há necessidade de estudos adicionais.


Patrícia Horta e Cortes e Catarina Viegas | 16/03/2020 - ler análise completa aqui

Em doentes com pneumonia por COVID19, quais os factores de risco associados a SARS e morte?

Manisfestações clínicas e diagnóstico 

Mensagem chave: o estudo retrospetivo relata a experiência em doentes com pneumonia por COVID19 em Wuhan e pretende avaliar os potenciais factores de risco associados ao desenvolvimento de ARDS e eventual morte. Com as limitações inerentes ao desenho do mesmo, observou-se que a idade avançada é o maior preditor de ocorrência de ARDS e morte, sendo que o uso de metilpredisolona poderá ser útil para diminuir o risco de morte em situações graves.



Clara Jasmins | 13/03/2020 - ler análise completa aqui

Posição da Sociedade Portuguesa de Cardiologia sobre a utilização de IECA e ARA II no contexto da pandemia do COVID-19

Riscos e tratamentos

Mensagem chave: A evidência disponível, se não permite recomendar a utilização de ARA II, também não avaliza a sua substituição. Os médicos e doentes devem continuar o tratamento com a terapêutica anti-hipertensiva habitual porque não há evidência clínica ou científica para sugerir que o tratamento com IECA ou ARA II deva ser interrompido devido à infecção pelo SARS-Cov2.



António M. Carvalho | 16/03/2020 - ler análise completa aqui

Achados imagiológicos em COVID-19: revisão sistemática

Manifestações clínicas e diagnóstico 

Mensagem chave: Os principais achados imagiológicos são:
TC INICIAL: Opacidades em vidro despolido multilobar, bilateral com distribuição periférica/posterior principalmente nos lobos inferiores. O espessamento septal/pleural e bronquiectasias são achados menos comuns. Derrame pleural, derrame pericárdico, linfadenopatias, cavitação, sinal de halo e pneumotórax são alguns dos achados possíveis MAS INCOMUNS que se podem observar com a PROGRESSÃO da doença
TC de SEGUIMENTO/FOLLOW-UP: aumento no número/tamanho OVDs, transformação progressiva de OVDs em consolidação multifocal, espessamento septal e desenvolvimento de um padrão de "pavimentação em mosaico" (Crazy paving)




Nuno Vasco Veloso Pereira da Costa | trad: Maria de Freitas Domingues | 17/03/2020 - ler análise completa aqui

Qual o período de incubação do COVID19?

 

5 dias



David Rodrigues | 10/03/2020  - ler análise completa aqui

 

COVID19 e estratégias de mitigação da comunidade durante uma pandemia

Prevenção na comunidade | BMJ 

Mensagem chave: Não há vacina, fármacos específicos e dada a alta probabilidade de contágio, em fase de mitigação para o COVID-19 é importante apostar em intervenções dirigidas à comunidade. Incentivo à distância social, restrição de viagens não essenciais, alteração de serviços como os funerais, quarentena voluntária para familiares de contactantes e acima de tudo não esquecer: Comunicação clara das autoridades, evitar rumores, notícias falsas e pânico!


Clara Jasmins | 17/03/2020 - ler análise completa aqui

Lições que a História nos dá para lidar com COVID19

Epidemiologia

Mensagem chave: As sociedades e seus cidadãos precisam compreender a importância dos diferentes riscos para a saúde. Os cidadãos e os seus líderes precisam pensar com cuidado nos riscos do contexto e adoptar políticas proporcionais à magnitude da ameaça.



Ana Rita de Jesus Maria | 17/03/2020 - ler análise completa aqui




 
Gostou? temos mais artigos compilados e analisados em
Evidentia Médica - aqui



 
This email was sent to <<Email>>
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
Evidentia Médica · Lisboa · Lisboa 0000 · Portugal






This email was sent to <<Email>>
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
Evidentia Médica · Lisboa · Lisboa 0000 · Portugal

Email Marketing Powered by Mailchimp