Copy
Visualizar no navegador
ISSN 2318-1958

Número 21, 02 de Abril/2015

Gestão online de manuscritos é um critério de indexação obrigatório do SciELO


A partir de 2015 todos os periódicos indexados no SciELO Brasil deverão realizar a avaliação de manuscritos com o apoio de um sistema ou serviço que registre o fluxo das transações e produza relatórios e estatísticas de acompanhamento. O objetivo é fortalecer a qualidade e credibilidade dos periódicos. [Leia mais]
6th Global BHL Meeting
8 de Maio, 2015 - São Paulo, Brasil
http://eventos.scielo.org/gbhl/

Destaques

Avaliação por pares: modalidades, prós e contras

O sistema duplo-cego de revisão por pares é apontado pela maioria dos pesquisadores como um mecanismo efetivo e eficiente, pois elimina julgamento subjetivo e vieses de autoria e afiliação, permitindo concentrar-se na qualidade do manuscrito. O periódico Nature reporta que os autores podem, a partir de agora escolher esta modalidade de revisão para seus manuscritos. São discutidas aqui as modalidades mais frequentes de revisão por pares, suas características, vantagens e desvantagens, inclusive com relação aos periódicos da coleção SciELO Brasil. [Leia mais]

Os pareceres de propostas de financiamento a pesquisa poderiam ser abertos?

Pesquisadores têm discutido qual seria o impacto de tornar o processo de revisão de propostas de financiamento a pesquisa mais aberto e transparente, com o objetivo de apoiar a redação de melhores propostas e reconhecer o trabalho dos revisores. Artigo recente na Nature analisa a repercussão de dois trabalhos sobre a abertura do processo de revisão de projetos de pesquisa e a possibilidade de alteração da avaliação depois da publicação dos resultados. [Leia mais]

Estudo analisa o uso de redes sociais na avaliação do impacto científico

O uso de redes sociais em comunicação científica vem aumentando em larga escala e plataformas específicas têm sido criadas para interação e compartilhamento de informação entre pesquisadores. Estudo de pesquisadores da Universidade St. Gallen, na Suíça, avaliaram se e como o impacto científico pode ser medido por meio da análise de dados de mídias sociais, e como esta abordagem se relaciona com as métricas tradicionais. [Leia mais]

Inequidade de gêneros na ciência varia entre disciplinas

Certas disciplinas científicas têm menor percentagem de mulheres do que outras. Estudo publicado na Science apresenta a hipótese de que mulheres estão presentes em menor proporção em áreas em que se acredita que requeiram brilhantismo e talento inatos, e não trabalho árduo e dedicação. Pesquisa realizada com 1.820 pesquisadores em instituições de ensino superior nos Estados Unidos mostrou correlação inversa entre as áreas que valorizam o talento inato e o número de mulheres representadas nestas áreas. [Leia mais]
Share
Tweet
+1
Forward to Friend
 

Licença Creative Commons

O conteúdo dessa newsletter utiliza uma Licença de Atribuição Creative Commons.