Copy
Visualizar no navegador
ISSN 2318-1958

Número 39, 01 de Agosto/2018

SciELO 20 Anos e o futuro dos periódicos: opine, comente, questione

O SciELO está promovendo o alinhamento dos periódicos com as boas práticas da ciência aberta com a participação proativa de todos os atores da Rede SciELO, em especial dos editores e responsáveis dos periódicos por meio de um processo de acúmulo de conhecimento que permita conciliar as condições e prioridades nacionais de pesquisa e dos periódicos com o estado da arte internacional. Participe das análises e debates sobre a relevância dos periódicos SciELO e do seu futuro na Semana SciELO 20 Anos, 24 a 28 de setembro. [Leia mais]

Destaques

Gestão de Dados Científicos – da coleta à preservação
A gestão adequada dos dados usados em pesquisas científicas tornou-se parte obrigatória das boas práticas de pesquisa. A era da Ciência Aberta vem revolucionando a metodologia científica, motivando o surgimento de novas linhas de pesquisa em todas as áreas do conhecimento. O post descreve alguns desafios desta gestão do ponto de vista computacional. [Leia mais]
Geo for All – Princípios Abertos em GeoEducação e Ciência
A essência da missão Geo for All é a crença de que o conhecimento é um bem público e os Princípios Abertos na Educação proporcionarão grandes oportunidades para todos. Os principais ingredientes que tornam a Ciência Geoespacial Aberta possível estão legitimados nos Princípios Abertos, ou seja: software geoespacial de código aberto, dados abertos, padrões abertos, recursos educacionais abertos e acesso aberto à publicações de pesquisa. [Leia mais]
O que significa uma nova abordagem (para periódicos, conselhos de pesquisa)?
Preprints são um desenvolvimento em andamento na comunicação e publicação científica. Para os periódicos, isso tem consequências. Eles podem adotar um papel passivo, uma postura oposta, ou um papel encorajador e estimulante, e vê-lo como uma oportunidade, colocando seu periódico no centro do desenvolvimento dos preprints. Estas são questões a serem discutidas em detalhes na Conferência SciELO 20 Anos em setembro de 2018. [Leia mais]
Quanto tempo leva para fazer ciência? A emergência do tempo na comunicação científica
A comunicação científica tem sofrido grandes transformações nas últimas duas décadas, sobretudo em função da popularização de novas tecnologias de informação, que impõem um novo regime de tempo e de velocidade na editoração científica. Porém, estas mudanças não são apenas respostas aos avanços tecnológicos. Trata-se de questões mais complexas relacionadas à reconfiguração do trabalho acadêmico e mudanças sobre o paradigma da comunicação e as dificuldades e desafios enfrentados pelos editores e pesquisadores sobre a gestão do tempo. [Leia mais]
Interface ciência-público em tempos de correção da literatura científica: Questões éticas contemporâneas
O processo de correção da literatura científica torna-se cada vez mais acelerado e reflete, dentre vários fatores, um maior escrutínio das editoras científicas. Diferente do que acontecia há cerca de duas décadas, quando a retratação de um artigo era rara, hoje ela vem se integrando à cultura editorial. Nesse contexto, a forma com que esse processo de correção se articula com o fluxo de notícias sobre ciência merece atenção. Na interface ciência-público, as retratações ampliam os espaços para fortalecer a compreensão pública sobre a ciência e seus mecanismos de autorregulação. Como ampliar esse espaço é uma das discussões éticas do nosso tempo. [Leia mais]
eLife testa uma abordagem inovadora de avaliação por pares
O periódico eLife realiza um experimento inovador aceitando todos os artigos que enviar para avaliação por pares após triagem inicial. Para testar a viabilidade de uma forma ainda mais participativa de revisão por pares, os autores poderão controlar a decisão sobre publicar (ou não) seus artigos e de que forma irão responder aos comentários dos pareceristas. Ao romper com os paradigmas da relação autor-editor-parecerista, o eLife pretende promover um diálogo construtivo entre as partes e reduzir a carga do prestígio do periódico na avaliação da ciência. [Leia mais]
As razões porque o Crossref existe e persiste
No mundo atual, o trabalho de um autor precisa de um Digital Object Identifier (DOI, Identificador de Objeto Digital) para se tornar localizável, citável e vinculável. Esta sequência alfanumérica única identifica o conteúdo de um trabalho de pesquisa e permanece associada a ele, independentemente de alterações em sua localização na web. Descubra aqui as origens do DOI, como o Crossref foi fundado, e por que eles continuam a existir e persistir. [Leia mais]
Presença e impacto dos periódicos na web social: Rumo ao fator de impacto de mídias sociais
A prática rotineira de avaliação do fator de impacto dos periódicos para determinar onde submeter um manuscrito tem sido reconsiderada em detrimento do impacto social do periódico na relação que o periódico estabelece com a comunidade científica e com o público. Métricas de mídias sociais atuam nesse sentido na aferição do social media impact fator de um periódico e podem auxiliar na gestão da presença web em perfis online que os periódicos mantêm em mídias como Twitter e Facebook. [Leia mais]
Share
Tweet
+1
Forward to Friend
 

Licença Creative Commons

Todo o conteúdo dessa newsletter, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença de Atribuição Creative Commons.

https://mailchi.mp/scielo/scielo-lana-nova-interface-de-operao-das-colees-731297?e=[UNIQID] Você está recebendo essa mensagem por estar cadastrado na nossa newsletter.

SciELO - Scientific Electronic Library Online
Avenida Onze de Junho, 269
São Paulo, São Paulo 04041-050
Brazil

Add us to your address book


cancelar sua inscrição nessa newsletter  |  atualizar seu cadastro