Copy
Associação R3 Animal - Edição 5

Editorial 

Olá, pessoal! 

Esperamos que todos estejam bem!  

É com muita alegria que anunciamos a liberação do primeiro grupo de pinguins-de-Magalhães da temporada 2020 reabilitado pela R3 Animal. Vinte aves voltaram ao habitat natural no início de agosto. A soltura proporcionou imagens lindas que você pode acompanhar nesta edição. 
 
Entre as aves liberadas estava um doador de sangue que protagonizou uma transfusão. Sim, pinguins também fazem transfusão de sangue. O animal sadio doou sangue para outro com quadro grave de anemia. A médica veterinária Marzia Antonelli explica o procedimento. 

E os pinípedes não param de aparecer. Um lobo-marinho-subantártico procurou a Praia do Santinho para descansar. Infelizmente, devido ao grande número de curiosos que se aglomeraram na praia, o animal precisou ser translocado para um lugar com menos circulação de pessoas. 

Trazemos também o vídeo produzido para o Curso de Férias de Educação Ambiental, organizado pelo Zoológico de Bauru (SP). O conteúdo digital foi disponibilizado em todo o mês de julho. A R3 Animal apresentou a história de uma espécie de macaco que bebe água com as mãos, o Cuxiú. 

Esperamos que gostem dos assuntos desta edição. Se puderem, fiquem em casa. Se tiverem que sair, usem máscaras e lembrem-se sempre de lavarem bem as mãos! 

Até a próxima! 

Conheça a história do Cuxiú: O macaco que bebe água com as mãos. Este vídeo foi produzido para o Curso de Férias de Educação Ambiental, organizado pelo Zoológico de Bauru (SP). O projeto de ensino à distância reuniu 19 instituições, entre zoos, aquários, ONG’s e institutos de conservação, que ofereceram conteúdo digital direcionado às crianças e jovens durante o mês de julho de 2020.

Uma ótima ferramenta de educação ambiental para as crianças. A ideia é apresentar a espécie, abordando a problemática do tráfico de animais, além de destacar a importância da união de todos para preservar o meio ambiente. 🐒
🐒Chamem as crianças e divirtam-se!
No final, tem uma prática bem legal que ensina como fazer um chapéu de macaco!
Lobo-marinho é translocado para outra praia devido ao grande número de curiosos atrapalhando seu descanso
Uma das nossas equipes de monitoramento diário das praias registrou a presença de um lobo-marinho-subantártico (Arctocephalus tropicalis), na Praia do Santinho, na manhã de domingo, 9. O animal, uma fêmea, estava aparentemente em boas condições de saúde e apenas descansava na areia. Devido à grande quantidade de curiosos que atrapalhava o descanso do mamífero marinho, ele precisou ser translocado para um local com menos circulação de pessoas.
 
A técnica de monitoramento Paula Azevedo Figueiredo explica que cercou a área onde o pinípede estava e conscientizou os curiosos sobre a importância do distanciamento para o descanso do animal. Mas, segundo ela, houve quem ignorou. “Algumas pessoas ultrapassavam a fita de isolamento e se aproximavam do lobo-marinho para ver mais de perto e tirar fotos”, conta Paula. Optou-se, então, pela translocação dele para um local mais seguro.
 
“Este é o típico caso desnecessário de translocação de pinípedes. Um animal aparentemente sadio, com bom escore corporal, usando a areia da praia para recuperar as energias, teve que passar pelo estresse causado pela realocação”, comenta a presidente da R3 Animal e coordenadora do PMP-BS de Florianópolis, médica veterinária Cristiane Kolesnikovas. 
 
Embora estejamos enfrentando a pandemia do Covid-19, o monitoramento de praias é permitido graças ao decreto municipal 21.366 de 26 de março de 2020. Já o decreto 21.798 de 07 de agosto de 2020 proíbe o “acesso de pessoas, individual ou coletivamente, à areia das praias”.
 
O lobo-marinho-subantártico faz parte dos Pinípedes, que incluem leões-marinhos, elefantes-marinhos e focas. Esta espécie habita principalmente as ilhas ao norte da Convergência Antártica. Possuem uma pelagem de coloração pardo-amarelada no peito e no pescoço. Podem aparecer em nossa região durante o inverno em busca de descanso e busca de alimento.
.
Caso aviste um lobo-marinho, por favor, mantenha distância!
.
✳️ Ajude a isolar a área. Embora lobos-marinhos não sejam animais agressivos, caso sintam-se ameaçados podem tentar se defender.
.
✳️ Evite se aproximar com animais de estimação, pois eles podem transmitir doenças aos lobos-marinhos. Caso cachorros tentem atacar o animal, ajude mantendo-os afastados.
.
✳️ Evite tirar fotos com o uso de flash. Nunca forneça alimento ou force o animal a entrar na água, pois ele quer apenas descansar.
.
✳️ Colabore com a sensibilização e conscientização da comunidade.
.
✳️ Molestar animais é crime previsto na Lei Federal 9.605/98.
 
📲 ligue para o telefone de acionamento do PMP-BS 0800 642 3341. Sua ligação pode ajudar a salvar vidas!

Pinguins passam por transfusão de sangue

Os pinguins-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) que encalham na costa brasileira, entre meados de outono e o início da primavera, na sua grande maioria são juvenis (estão em seu primeiro ano de vida). Eles chegam debilitados, desidratados e também anêmicos. No último caso, quando há um quadro de anemia grave e não responsiva, uma das alternativas de tratamento é a transfusão sanguínea.

Esse método consiste em transferir sangue de um animal clinicamente saudável (doador), de preferência da mesma espécie, para o paciente crítico com anemia (receptor). 

“O doador através do sangue fornece hemácias, proteínas plasmáticas e fatores de coagulação que trazem benefícios imediatos ao receptor. Tanto doador como receptor precisam ser monitorados durante o procedimento”, explica a médica veterinária Marzia Antonelli, responsável técnica do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), junto à R3 Animal, em Florianópolis

A R3 Animal já tinha um grupo de pinguins fortes e saudáveis que passaram pelo período de reabilitação e estavam quase prontos para serem liberados. “Portanto, foi escolhido um pinguim que apresentava ótima condição corporal e resultados sanguíneos excelentes para doação do sangue”, conta Marzia.

Após o procedimento, o doador recebeu reposição através de fluidoterapia e voltou para o recinto com os demais e o receptor ficou em observação devido ao quadro delicado.

Marzia explica que diversos fatores podem levar à anemia, principalmente a desnutrição e a parasitose, que causam perdas sanguíneas gastrointestinais. Além de cansaço e prostração devido à falta de oxigenação causada pela pouca quantidade de sangue, a anemia pode comprometer funções de órgãos e do sistema imunológico, por isso é uma alteração que deve ser corrigida.

Na maioria das vezes essa correção é realizada através da reposição e suplementação nutricional, porém, em casos mais graves utiliza-se a transfusão sanguínea.

R3 Animal realiza a soltura de 20 pinguins 
E chegou o momento da primeira soltura de pinguins-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) da temporada 2020. Vinte aves voltaram ao habitat natural na manhã desta segunda-feira, 3, na Praia do Moçambique, em Florianópolis SC. Elas foram resgatadas em praias catarinenses pela R3 Animal e pelas outras instituições executoras nos cinco trechos do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) no Estado. A reabilitação ocorreu no Centro de Pesquisa, Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos (CePRAM/R3 Animal), em Florianópolis.

Este grupo é o primeiro a ser liberado desde o início da temporada anual de migração dos pinguins, iniciada em meados de outono e que vai até setembro, quando essas aves começam a fazer o caminho de volta até suas colônias na Patagônia/Argentina.

A presidente da Associação R3 Animal e coordenadora do PMP-BS, em Florianópolis, médica veterinária Cristiane Kolesnikovas explica que os pinguins que encalham nas praias, em sua grande maioria, são animais juvenis, estão em seu primeiro ano de vida e encaram pela primeira vez a longa viagem de migração.

Como são inexperientes, é comum que alguns animais tenham dificuldade em se alimentar, se percam dos bandos e fiquem debilitados, encalhando nas praias. Também existem aqueles que interagem com petrechos de pesca. Mesmo não sendo fauna alvo de pesca eles podem ser capturados incidentalmente. É a chamada captura bycatch, ou seja, não intencional.

Todos os pinguins passaram por exames complementares, realizaram o teste de impermeabilização das penas e receberam um microchip com um número de identificação.

Dos 20 indivíduos, dois foram resgatados pela R3 Animal em praias de Florianópolis. Na região de Laguna, quatro foram resgatados pela equipe do PMP BS/ Udesc/Laguna. O Instituto Australis resgatou um animal em Palhoça. No Trecho 4, executado pela equipe do PMP-BS/Univali foram resgatados sete pinguins e a equipe do PMP-BS/Univille foi a responsável pelo resgate dos outros seis. Ainda estão em reabilitação 25 pinguins, tão logo estejam aptos, também voltarão para a natureza.

O Centro de Pesquisa, Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos (CePRAM) fica localizado no Parque Estadual do Rio Vermelho, unidade de conservação sob responsabilidade do Instituto do Meio Ambiente (IMA-SC), em parceria com a Polícia Militar Ambiental.

Caso encontre um mamífero, ave ou tartaruga marinha debilitada ou morta na praia, ligue 0800 642 3341, das 7h às 17h. Sua ajuda é fundamental para salvar vidas!

O PMP-BS é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal, conduzido pelo Ibama, das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural na Bacia de Santos.

O objetivo é avaliar possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos encontrados mortos.

O PMP-BS é realizado desde Laguna/SC até Saquarema/RJ, sendo dividido em 15 trechos. Em Florianópolis, o Trecho 3, o projeto é executado pela R3 Animal.

Gostou? Encaminhe para um amigo
Facebook
Link
YouTube
Twitter

Copyright © 2020 Associação R3 Animal, Todos os direitos reservados.



Nosso endereço é:
Associação R3 Animal
Associação R3 Animal
Rodovia João Gualberto Soares
11000
Florianopolis, Santa Catarina 88060000
Brazil

Add us to your address book

+55 48 30182316

Você pode configurar suas preferências ou cancelar a assinatura a qualquer momento

Email Marketing Powered by Mailchimp